Páginas

sábado, 18 de setembro de 2010

Os shows da década de 80 – Quem esteve por aqui

Foi há cerca de 30 anos que o mundo da música descobriu o Brasil. Ainda na década de 70, alguns músicos como Rick Wakeman, Alice Cooper, Santana e Genesis chegaram ao País com sua trupe e deliciaram milhares de fãs. Na década de 80, tudo isso mudou: foram pelo menos 20 shows marcantes ao longo de dez anos e nas décadas seguintes o número só tem fez aumentar.

- Frank Sinatra
Em 1980 ele abriu a década num show memorável, para mais de 170 mil pessoas no Maracanã, Rio de Janeiro. O show entrou para o Guinness Livro dos Recordes, com o maior público, e só seria batido por Paul Mc Cartney em 1990, também no Maracanã, com cerca de 185 mil pagantes. Veja abaixo outros shows que marcaram a década:

- Queen
Em 20 de março de 1981, no Estádio do Morumbi, São Paulo. Este show era para ter acontecido no Rio de Janeiro, mas por conta de conflito de datas e interesses, o show veio para São Paulo. Sorte do público paulistano, que pôde cantar junto com Freddie Mercury os grandes sucessos da banda.

- The Police 
Em16 de fevereiro de 1982, no Ginásio do Maracanãzinho no Rio de Janeiro. Era véspera de Carnaval. Tanto por isso, quanto pela falta de conhecimento da banda pelo público nacional, o show não fez tanto sucesso quanto deveria, mas deixou sua marca: o Police conseguiu um novo público e Sting se apaixonou pelo Brasil, tanto que foi morar com os índios e...bem, isso já é uma outra história.

- Van Halen 
Em 21 de março de 1983, no Ginásio do Ibirapuera, São Paulo.
Na véspera de lançar o disco 1984, o Van Halen veio ao Brasil com tudo o que tinha direito: o virtuosismo de Eddie Van Halen, as poses de David Lee Roth, os grandes sucessos e o som super-alto, marca de bandas do gênero, o chamado "Arena Rock", fora dos padrões da época. Até Cazuza quis conhecer a banda e organizou uma festa em sua casa para recebê-los. Chegou atrasado e perdeu toda a farra.


- Kiss 
Em 18 de junho de 1983, no Estádio do Morumbi em São Paulo.
A primeira visita da banda ao Brasil marcou uma virada em sua carreira: foram mais de 125 mil pessoas, batendo o recorde da banda e tornando-se o maior em toda a sua história. Foi também o último com a famosa maquiagem que os integrantes usavam. Apesar das exigências — os organizadores de shows ainda não estavam acostumados ao estrelismo dos rock stars e a, por exemplo, farta quantidade de champagne francês e toalhas brancas — o show foi tudo o que os fãs, também maquiados como seus ídolos, esperavam: muito barulho, rock n'roll e pirotecnia.

- Menudo
No dia 10 de março de 1985, um show do grupo Menudo reuniu em São Januário cerca de 80 mil espectadores, segundo estimativas feitas pela imprensa na época. A maioria do público era formada por crianças e adolescentes. Os organizadores afirmaram ter vendido 130 mil ingressos, daí a divulgação desse número no vídeo abaixo. Milhares de pessoas não conseguiram entrar no estádio e duas delas morreram pisoteadas. 



- The Cure 
Em 20 de março de 1987 no Gigantinho, Porto Alegre.
Era a primeira vez que os músicos ingleses visitavam o Brasil. Na agenda, 2 shows em Porto Alegre, só para começar. Depois, veio o Sudeste. Mas foi em Porto Alegre que o The Cure teve um aperitivo do que seria esta turnê. Dois shows superlotados, 23 músicas por noite e 5 bis. Depois de tudo isso, a única reação do vocalista Robert Smith foi declarar:"Eles são selvagens." (no bom sentido, claro!)




Echo & the Bunnymen
Em 09 de abril de 1987 no Gigantinho, Porto Alegre.
Dois meses depois do The Cure, foi a vez da banda do também inglês, Ian McCulloch, tomar a cidade. O show foi tão memorável que cópias piratas em fita cassete eram vendidas em Londres, nos mercados ao ar livre. Também foi a maior platéia da banda (7 mil pessoas) e no repertório, os hits esperados e covers de The Doors, James Brown e Rolling Stones deram um toque inusitado à apresentação.

- Bruce Springsteen
Em 12 de outubro de 1988, no Parque Antártica, São Paulo.
Era um show político. Em pleno feriado, o estádio do Palmeiras recebeu astros como Sting, Peter Gabriel e Youssou N’ Dour num concerto pelos Direitos Humanos. Bruce Springsteen encerrou a noite com os recentes sucessos, do disco Born in the USA, e colocou todo mundo para dançar com “Twist and Shout” dos Beatles. Após quase 3 horas de música, o público não podia ter esperado melhor encerramento.


- Tina Turner
Em 1988 o show musical da cantora norte-americana Tina Turner foi registrado no anuário Guiness Book of Records como recorde mundial de público pagante num show de uma cantora solo.

- A-Ha
Em 1989 houve uma grande histeria com a chegada do A-Ha por aqui.
Os shows foram realizados no Rio de Janeiro (dois shows na Praça da Apoteose) e em São Paulo (três shows no Parque Antártica). Todos lotados.
O sucesso foi tanto que a Rede Globo transmitiu um especial da banda com takes de ensaios e músicas do show da Apoteose.
O disco Stay on These Roads ficou durante sete meses entre os três mais do ano e o show desta turnê foi eleito como o melhor do ano na votação dos leitores da revista Bizz.
Aproveitando a bem sucedida passagem do grupo pelo nosso País, a gravadora lançou a coletânea "On Tour in Brazil", onde alcançou a expressiva marca de 653.000 cópias vendidas!

- Eric Clapton
Em 20 de outubro de 1990, no Olympia em São Paulo.
Clapton teve um período de altos e baixos antes de vir ao Brasil. Em 1988, lançou a coletânea Crossroads, e no ano seguinte, Journeyman. Foi principalmente com esse material que ele se apresentou em São Paulo e no Rio de Janeiro. Por outro lado, havia acabado de perder 4 amigos em acidentes. Steve Ray Vaughan, também guitarrista, era um deles. O público de São Paulo era bastante heterogêneo e fanático, o que colaborou para um show inesquecível.

- Paul McCartney
Em 21 de abril de 1990, no Maracanã, Rio de Janeiro. Era a primeira visita de um ex-beatle ao Brasil. A expectativa era tanta que nem a chuva assustou os fãs. Foram cerca de 185 mil pagantes, num show que entrou para o Guinness Livro dos Recordes. Paul cantou músicas de todas as fases de sua carreira. Brincou com o público, falou português, liderou um coro gigante ao cantar "Hey Jude" e emocionou muito. A chuva não parou e nem o show. Os fãs acompanharam tudo de perto.

13 comentários:

  1. Pôxa...e o Holywood Rock em Janeiro de 88, com Duran Dura, Siply Red, Supertamp, UB40,Pretenders, Simple Minds não conta?????Também Sting, em 1987, o Shoe da Anistia Internacional em 88...

    ResponderExcluir
  2. Pôxa...e o Holywood Rock em Janeiro de 88, com Duran Dura, Siply Red, Supertamp, UB40,Pretenders, Simple Minds não conta?????Também Sting, em 1987, o Shoe da Anistia Internacional em 88...

    ResponderExcluir
  3. Erasure em 1990??? Não existe matéria sobre esses shows no Brasil?

    ResponderExcluir
  4. Erasure em 1990??? Não existe matéria sobre esses shows no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não existe nada! Mas fui neste show com uma amiga e foi ótimo! Assim como, no post acima, Eric Clapton veio também à Porto Alegre em 1990 e não foi divulgado. Foi um bom show, apesar do pouco público! Em 1989 o show do A-Ha em Porto Alegre foi cancelado, para minha frustração e de minhas primas, que na época estávamos empolgadíssimas para irmos ao show!

      Excluir
  5. Erasure em 1990??? Não existe matéria sobre esses shows no Brasil?

    ResponderExcluir
  6. Fui no queen e antes deles assisti ao Genesis no Ginasio do Ibirapuera, em Maio de 77, curiosamente não falaram dele, e pra mim foi o melhor ...

    https://youtu.be/HfiWwN7TRPo

    ResponderExcluir
  7. Adorei foi a epocaais rica da musica em todos os seculos.Viva os anos 80 e 90 e tudo que fazia parte dele no mundo que nao e esse de hoje.

    ResponderExcluir
  8. Se existisse um tunel do tempo eu deixaria tudo aqui e voltaria para la.

    ResponderExcluir
  9. Vc esqueceu de mencionar que o Rick Wakeman fêz um show em Recife em Setembro de 1981,
    na tour do lp 1984 no ginásio de esportes Geraldo Magalhães, conhecido como Geraldão.
    O Menudo também fêz show por lá em 1985 e o A-ha em 1989. Cadê a citação da capital de
    Pernambuco no comentário? Morava lá nessa época e acompanhei tudo.

    ResponderExcluir
  10. Também esqueceu de: Quiet Riot em 1985, Venom em 1986, Nasty Savage em 1987, Testament
    em 1988 e o Metallica em 1989.

    ResponderExcluir